Blog / News Fique por dentro das Novidades no Brasil e no Mundo

#BomDia - Aí de nós se não compreendermos isso!

0 Comentários
403
09 Mai 2014
#BomDia - Aí de nós se não compreendermos isso!

Possivelmente para tentar comensurar a sublimidade e o significado do Amor na caminhada em Cristo Jesus, o apóstolo Paulo primeiramente listou em sua primeira carta aos Coríntios no capitulo 13, uma série de habilidades, dons, e virtudes (que fazem daqueles que os possuem pessoas especiais), para percebermos que o sentido e o valor da fé em Cristo Jesus não podem ser auferidos através de obras ou dons, mas somente através do amor.

Primeiramente Paulo se refere a habilidade da comunicação que é essencial para a vida humana, porém não afirma ter tais habilidades, mas antes, diz ""ainda que” eu falasse as línguas dos homens e dos anjos”, Paulo se referia sobre a possibilidade de alguém ter domínio da comunicação horizontal (entre os homens) e vertical (entre o homem e o divino).
Em seguida o apóstolo Paulo se refere a possibilidade de ter dons (profecia, sabedoria, conhecimento, e o dom da fé), ""e ainda que” tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes”.

E por fim, Paulo se refere ao mais alto nível de virtude e piedade que se pode manifestar em um ser humano, aquela que se manifesta em doação voluntaria de todos os bens matérias para o beneficio do próximo e a entrega do próprio corpo como sacrifício e martírio pessoal por uma causa que valha a pena.

Infelizmente, a sensação é que quase sempre a maioria das pessoas que se aproximam, ou se relacionam com Deus partem do princípio da necessidade primária das habilidades, dons ou virtudes disponíveis no caminhar com Cristo, e se esquecem que todas estas coisas não convalidam a verdadeira comunhão com Deus, uma vez que, a revelação bíblica elucida que mesmo que existisse alguém que nele habitasse todas essas coisas, mas que não tivesse Amor, o mesmo seria como o metal que soa ou como o sino que tine, nada seria e de nada aproveitaria.

De modo que, o amor não é apenas mais uma virtude dentre várias virtudes cristã, o amor não é mais uma opção que o cristão pode se utilizar na caminha da fé, o amor não é um dom, o amor não é o encontro casual entre um homem e uma mulher em uma noite de paixões, o amor não é apenas uma boa sensação ou emoção sentida em alguma ocasião, o amor não é meramente boas obras, o amor não é uma religiosidade praticada sistematicamente, o amor não é um conceito teológico, o amor é Deus, porque Deus é amor. (I João 4.8) O apóstolo João quando declara que Deus é amor, ainda afirma que, aquele que não ama não conhece a Deus. Sendo assim, o que Paulo está afirmando em colaboração com esta afirmação joanina é da possibilidade de alguns homens poderem até falar nas línguas dos anjos, comunicarem profecias, terem sabedoria e ciência, e se entregarem em sacrifício pessoal, mas mesmo assim não conhecerem a Deus, porque tudo que eles são e realizam (mesmo em nome de Deus) a essência não é o amor.

Por isso que, tudo que façamos ou sejamos cuja essência não for o amor de nada valerá para Deus. De modo que, em síntese, Deus é amor e sua vontade é que amemos. Porém, como podemos conhecer tal amor, ou discernir se vivemos nesse amor? O apóstolo Paulo nos informa os modus operandis do verdadeiro amor:

"O amor é sofredor, é benigno, o amor não é invejo; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece, não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha. Mas, havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; porque em parte, conhecemos e, em parte, profetizamos. Mas, quando vier o que é perfeito, então, o que é em parte será aniquilado. Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Porque, agora, vemos por espelho em enigma; mas, então veremos face a face; agora conheço em parte, mas, então, conhecerei como também sou conhecido. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; mas o maior destes é o amor.” ( I coríntios 13.4-13)


Escrito por Samuel Torralbo

Fonte: Gospel Prime

0.0
Última Modificação: -/-
Artigos Relacionados: Em quatro anos, Paraná recolhe 265 mil toneladas de pneus velhos Criança de 4 anos morre após ser atingida por saco de milho em propriedade rural Técnica de fertilização in vitro completa hoje 37 anos Especialista diz que meninos também devem ser vacinados contra HPV Diretores do IAP são investigados por esquema ilegal e associação criminosa Idoso de 77 anos furta celular de irmão cadeirante em Nova Santa Rosa Depois de 21 anos, Mato Grosso do Sul registra caso de raiva humana Carro invade casa e mata criança de 6 anos que brincava em frente Dólar passa de R$ 2,74 e atinge o maior valor em dez anos Câncer mata pelo menos 8 milhões de pessoas no mundo todos os anos.

Ainda não há comentários...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.