Blog / News Fique por dentro das Novidades no Brasil e no Mundo

Casamento faz bem ao coração, diz estudo

0 Comentários
305
09 Abr 2014
Casamento faz bem ao coração, diz estudo
A pesquisa comparou a probabilidade de solteiros, casados, divorciados e viúvos de desenvolverem doenças cardiovasculares.

Estar casado pode diminuir as chances de desenvolver problemas cardiovasculares, segundo uma pesquisa apresentada em Washigton, nos Estados Unidos, durante uma conferência de cardiologistas.

O autor do estudo é doutor Carlos Alviar, cardiologista do Langone Medical Center da Universidade de Nova York. De acordo com ele solteiros, divorciados e viúvos têm maiores chances de ter problemas cardiovasculares.

"Esses resultados certamente não devem levar as pessoas a se casar, mas é importante saber que as decisões sobre com quem você está, por que e por que não, podem ter implicações importantes para a saúde vascular”, disse.

Para chegar nessas conclusões foram entrevistados 3,5 milhões de americanos e o resultado mostra que casados tem 5% menos chances de desenvolver qualquer doença cardiovascular em comparação com solteiros.

Divorciados estão no grupo de risco apresentando maior probabilidade de desenvolver doenças vasculares como aneurisma da aorta abdominal, acidente vascular cerebral (AVC) e doença arterial coronariana.

Os viúvos que foram pesquisados se mostraram com mais probabilidades de sofrer doenças vasculares e arterial coronariana em comparação com solteiros, casados e divorciados.

Além do estado civil, o estudo mostra que há outros fatores que comprometem a saúde, como explica a doutora Suzanne Steinbaum, diretora do hospital Lenox Hill de Nova York.

"O estudo mostra que outros fatores de risco, como tabagismo, obesidade, hipertensão, diabetes e sedentarismo, também aumentam o risco junto ao fato de ser divorciado ou viúvo”, disse ela que é responsável pelo departamento de mulheres e de doenças do coração.

Os resultados estariam ligados aos cuidados que os casados recebem de seus cônjuges. "Como os casados tendem a ajudar uns aos outros a ser mais saudáveis , assegurando que seu cônjuge se alimente bem, faça exercícios, tome seus medicamentos e ajude a ir a compromissos, as pessoas casadas tendem a ter menos risco de doenças do coração ", disse a doutora durante o American College of Cardiology.

Os pesquisadores se surpreenderam ao ver que pessoas com menos de 50 anos corriam mais riscos. "A parceria entre casados e uma menor probabilidade de doença vascular é maior entre os jovens, o que não esperávamos”, disse o doutor Alviar.

Entre as pessoas casadas com menos de 50 anos o risco de doenças eram de 12% a menos. Já entre os que casaram entre 51 e 60 anos o número de probabilidade de doenças no coração era 7% menor e entre os que tinham mais de 61 anos era de 4%.

A pesquisa foi realizada entre 2003 e 2008 através de um programa pago para estudar doenças cardiovasculares. Os entrevistados tinham entre 21 e 102 anos, mas como a quadidade de minorias raciais e étnicas era desproporcional, os resultados dessa pesquisa podem ser limitados.


Fonte: Gospel Prime
0.0
Última Modificação: -/-
Artigos Relacionados: Um abacate por dia ajuda a reduzir o colesterol ruim, diz estudo Conto de fadas gay apresenta o casamento homossexual a crianças "Igreja evangélica LGBT" promove casamento coletivo em SP Estudo Bíblico: Vai tudo bem? Primeira igreja evangélica brasileira era de índios, afirma estudo UNICEF pede ajuda a líderes religiosos para barrar casamentos infantis Cristão rebaixado no trabalho por se opor ao casamento gay no Facebook foi punido ilegalmente. Afirm Estudo mostra que a liberdade religiosa no mundo está diminuindo

Ainda não há comentários...

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.